Choque de Ordem, bom ou mau?

As atividades do que vem sendo chamado de “Choque de Ordem” estão longe de conseguir a unanimidade.

Há críticas severas ao posicionamento das prefeituras que adotaram esta centralização de ações, muito mais pelo excesso de poder em algumas das ações do que pela grita dos excluídos.

Gustavo Marques, apresentando o RJ no Ar (TV Record – Rio de Janeiro/RJ ), em 04/08/2010.

O texto abaixo está em www.choquedeordem.com.br:

O que é Choque de Ordem

O Choque de Ordem é um conjunto de ações para combater a desordem no espaço público, fazendo valer as leis e o código de postura municipais. As ações mexem com a rotina da população, levando o cidadão a refletir e entender que, para se ter um Rio organizado, todos têm que fazer a sua parte. Um carro não sobe em uma calçada sozinho. Da mesma forma, um papel não vai parar em via pública sem que alguém o tenha jogado. Esses são alguns dos muitos exemplos que encontramos na cidade, respaldados na cultura da desordem.

A desordem urbana é a grande responsável pela sensação de insegurança pública por ser facilitadora da prática de pequenos delitos. Uma praça com brinquedos quebrados, sem conservação e mal iluminada, certamente não será frequentada pela população. Instalada a degradação, entrará em cena a delinquência, o crime. A situação de abandono impactará na economia da cidade, afastando investimentos e transformando áreas, antes produtivas, em enormes vazios econômicos.

Promovemos, através deste portal e nas redes sociais, uma ampla discussão sobre o tema. Participe, discuta, denuncie, sugira. Só com o engajamento de todos será possível organizar a cidade para chegarmos ao Rio que queremos: solidário, integrado, democrático e justo.”

Compartilhar:

Facebook Comentários