Isonomia para a Fiscalização de Posturas de Barretos/SP

Isonomia para a Fiscalização de Posturas de Barretos/SP

Juro que não consigo entender porque pode na polícia… e não pode na fiscalização!

Qualquer pesquisa no google sobre agentes policiais sempre retorna com leis que exigem nível superior para os novos concursados, com incorporação do adicional de nível superior para os funcionários antigos (veja um dos muitos exemplos em http://goo.gl/drpcF).

Mas, quando se trata de Fiscalização de Posturas, a resistência em realizar a incorporação do adicional só tem um efeito: plantar o conflito. Será que passa pela cabeça do Prefeito e seus auxiliares (que irão embora junto com ele) o tamanho da confusão que causam, o desequilíbrio que provocam entre os servidores e as consequências desta falta de respeito? Tenho certeza que não!

Sr. Prefeito, vá em direção da modernização, valorize o profissional que cuida dos direitos do cidadão, seu munícipe. Administrar é mediar conflitos. Administrar é muito mais do que aumentar a arrecadação. Aliás, ninguém aguenta mais ser achacado por tributos.

O cidadão já paga muito, cuide para que ele veja aonde vai o seu dinheiro. Cuide dos direitos do cidadão à segurança, à higiene, à ordem, aos costumes, à disciplina da produção e do mercado, ao exercício de atividades econômicas dependentes de concessão ou autorização do Poder Público, à tranqüilidade pública, ao respeito à propriedade e aos direitos individuais ou coletivos. Cuide de quem fiscaliza o respeito a estes direitos. Seja MODERNO.

Agora é a vez da Prefeitura de Barretos /SP aprontar para a Fiscalização. Em 03/03/2011, o Prefeito Emanoel Mariano Carvalho sancionou a Lei nº 4.477 e criou o sub-fiscal. Fiscal de Obras, Fiscal Ambiental e Fiscal de Posturas agora são Oficial de Fiscalização de Obras, Oficial de Fiscalização Ambiental e Oficial de Fiscalização de Posturas. Que feio, hein!

Faltou profissionalismo, faltou conduzir a Administração Pública com responsabilidade. A questão, agora, é corrigir o estrago e minimizar as consequências. O certo, Sr. Prefeito, é encaminhar outra lei à Câmara, fazendo a incorporação da diferença entre o novo cargo e os ocupantes dos cargos, ora transformados. Crie uma carreira, coloque os atuais cargos em extinção após a vacância. Coragem, Prefeito! Respeite aqueles que até agora honraram seus cargos!

Veja a lei do imbroglio: http://goo.gl/BK853

Veja o que saiu na mídia: http://goo.gl/Xs8QChttp://goo.gl/75gDE

A modernização não pode ser uma justificativa para discriminar a fiscalização…

Comentários

comentários