Santo Amaro, BA: Fiscais fazem corpo a corpo contra poluição sonora… pode aplaudir!!!

Banner da campanha da Prefeitura de Santo Amaro em parceria com a Polícia Militar

A Prefeitura de Santo Amaro, BA, fez parceria com a Polícia Militar e, desde 2013, vêm combatendo efetivamente a poluição sonora. Bem, até aqui, é mais uma bem sucedida Operação Integrada… mas, tem um diferencial: os Fiscais estão empenhados numa campanha de conscientização bem corpo a corpo. Isto é fazer a diferença!A Secretaria do Meio Ambiente divulgou no Facebook e a Subcoordenação De Fiscalização Ambiental postou na timeline desta editora (obrigada, amigos!!!):”A Secretaria do Meio Ambiente, através da Coordenação de Fiscalização Ambiental realizou na manhã de ontem ( segunda)- 03/11/2014 – Ação de Sensibilização Ambiental no Mercado Municipal, Box, Bares em toda extensão da Feira Livre e Casas Comerciais : Todos Contra a Poluição Sonora, com o objetivo de sensibilizar e orientar a todos os comerciantes, Usuários, de qualquer aparelho sonoro, seja no âmbito residencial, comercial fixo ou volante, Residencial, Estabelecimentos Comercias, Casa de Eventos, Sons Automotivos, etc…quanto aos males causados pela emissão de som não tolerável ao conforto e a Saúde Humana, além do propósito de conscientizar a população sobre a necessidade de respeitar a lei e chama a atenção sobre os efeitos negativos do som acima dos limites do volume permitido. Nesta ação educativa foi realizada aferição através do aparelho decibelímetro em todos os Bares e Box que continham instrumentos sonoros, com o proposito de realizar o acondicionamento acústico adequado e dentro das normas ambientais dos seus respectivos instrumentos sonoros, realizarmos distribuições de comunicados e folhetos educativos, colagens de Cartazes sobre e um Bate papo com os comerciantes locais.

03/11/14
Romário Almeida, dando um confere para a câmera, e Djalma Silva Moreira com o decibelímetro na mão… e o cartaz da campanha
03/11/14
Romário Almeida e a conhecida maleta dos Fiscais que realizam medições Brasil afora

03/11/14

03/11/14

03/11/14

 

 

 

 

 

Comentários

comentários