Comunicado Oficial – Associação Nacional

O SINDIFFISC realizou um feito inédito na história da Fiscalização municipal não tributária, promoveu e custeou nossa primeira reunião após 186 anos da nossa presença no Brasil.

No evento, promovido nos dias 19 e 20 de maio de 2015 em Goiânia, GO, estiveram presentes  50 Municípios.

A vontade de sair do Encontro com algo concreto para apresentar a todos os outros Fiscais que não puderam estar presentes, fez surgir a ideia de uma Federação (já publiquei o vídeo em que deixo claro que precisávamos de uma posição nacional para levar a todos, inclusive aos não presentes).

As ponderações sobre a demora na tramitação da legalização da Federação, na melhor das hipóteses: um ano, foram decisivas para a proposição de outra forma associativa.

As discussões foram acaloradas sobre a decisão entre uma Associação e um Fórum Nacional. O consenso sobre a proposta só foi possível após a reunião das representações (sindicatos e associações presentes).

A proposta de criação de Associação Nacional, consenso entre as representações, foi submetida à Plenária e aprovada por unanimidade.

A Plenária escolheu um grupo de trabalho, uma Comissão de Implementação da Associação Nacional. Seus integrantes e seus suplentes (não nomeados neste comunicado, o meu é Edson, da AFIR/São José do Rio Preto:

Em face da necessidade de realizar reunião para decisão sobre a aprovação das pautas, matérias afins e deliberações do I Encontro Nacional concomitante com a elaboração de ata e estatuto da Associação Nacional, a Plenária aprovou por unanimidade que este grupo de trabalho (e seus suplentes) reunir-se-á no dia 14 de agosto de 2015.

Diante do exposto, comunico, em nome deste grupo de trabalho para a implementação de nossa Associação Nacional: no dia 14 de agosto de 2015 não haverá um II Encontro Nacional, por dois motivos práticos: sediar um novo Encontro Nacional demanda um elevado custo para os anfitriões, dependendo de preparo; e porque o deslocamento dos Fiscais de todo o Brasil é caro individualmente falando e precisa de planejamento para o seu sucesso;

No entanto, se preparem, tão logo seja aprovado o Estatuto da nossa Associação Nacional, a Comissão de Implementação perde seu objetivo e será necessária a eleição da nova Diretoria.

Tudo será amplamente divulgado, eu, Iris Tomaelo, garanto!

Quanto ao material do I Encontro Nacional, aguardem! Divulgarei assim que ficar pronto, não tenham pressa, afinal, aguardamos 186 anos por isto. É hora de cautela.

Comentários

comentários