Agressão contra Fiscal – a história que se repete

rua Miguel Dropa, Ponta Grossa, PR
Imagem captada em 2012 pelo Google Street sem o entulho do ferro velho atualmente no local

8h 30m, dia 24/11/2017, rua Miguel Dropa, Parque Tarobá, em Ponta Grossa, PR

No Paraná, existe o Batalhão da Polícia Ambiental – Força Verde, cujo site traz três canais para denúncia (Ouvidoria, e-mail: [email protected] e Disque Denúncia: 181), a fim de combater os crimes contra o meio ambiente.

Pois bem, na data acima, a Polícia Ambiental recebe denúncia de queimada e comparece no Ferro Velho. No local, constata que, além da queima de lixo, os materiais estão dispostos sem cobertura e sobre solo não impermeabilizado… “entulhos, madeira, tambor de combustíveis, ferro, material eletrônico, telhas de amianto, causando assim a poluição do solo e subsolo”.

Identificado o proprietário, ele foi “orientado e advertido verbalmente para que não dê continuidade na degradação ambiental, e ainda, que providencie as autorizações ambientais pertinentes junto ao órgão ambiental competente para o funcionamento do referido empreendimento.

A providência adotada pela Polícia Ambiental, além da conversa com o infrator, foi encaminhar “cópia da documentação a Delegacia de Polícia Civil de Ponta Grossa e ao IAP, para as providências na esfera criminal e administrativa”(fonte: agora1).

Imagem da Força Verde, durante diligência em ferro velho denunciado na rua Miguel Dropa

15h 30m, dia 22/01/2018, rua Miguel Dropa, Parque Tarobá, em Ponta Grossa, PR

A Secretaria do Meio Ambiente recebe novamente uma denúncia de queimada irregular em ferro velho localizado na rua Miguel Dropa.

A fim de verificar a denúncia, duas Fiscais vão ao local com a viatura da Prefeitura. Chamam pelo proprietário e, antes de realizarem a abordagem, são agredidas verbalmente e, em seguida, o denunciado ataca a pedradas a viatura. As Fiscais se refugiam numa chácara vizinha e ligam para a Secretaria do Meio Ambiente, que pede o auxílio da Polícia Militar e da Guarda Municipal para conter o tumulto. O proprietário foge.

  

A mesma notícia é repetida em diversos sites: Prefeitura de Ponta GrossaG1, Jornal da manhã, blog doc.com, Diário dos Campos, CGN, A Rede, Paraná Portal. Alguns destacam a fala do diretor de Licenciamento Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, André Pitela:  “O trabalho da fiscalização é de contato direto com os proprietários e moradores de cada imóvel e nem sempre a notificação é bem recebida, mas nunca nos deparamos com uma situação como essa, onde se fez necessário contatar as forças policiais para garantir a segurança das nossas fiscais. É  importante que a população tenha em mente que é função da Prefeitura fiscalizar se a legislação vem sendo cumprida, ainda mais quando recebemos denúncias”.

Aqui, eu parei! O que eu vi…

Eu vi o aparato militar, preparado para confronto e com autoridade para tirar a liberdade de um infrator, ficar de mãos atadas… sem multa, sem apreensão e “orientando”. Errou a Força Verde e errou feio… atendeu a ocorrência, foi no local do denunciado e nenhuma multa??? Até quando vai ser tão fácil empurrar pra Fiscalização municipal o que já é crime?

E aí, patrão das meninas da Fiscalização? Como é mesmo isso de atender denúncia no mesmo local e do mesmo proprietário várias vezes, assim, na raça, no pelo… sem o apoio durante a abordagem da Guarda Municipal/Polícia Militar? Até quando a Administração vai achar que porque é Fiscal tem que ir de peito aberto já que é dever de ofício?

Aposto que tá todo mundo tenso com o vídeo viral do “coitadinho” do denunciado, que, sabidamente, fez ele mesmo uma filmagem do seu particular dia de fúria. Eiiiiiii, acorda!!! Foi providencial demais ele acertar pedrada com uma mão e com a outra se filmar… é um ninja, melhor que a PM e que a chefaiada das Fiscais.

E, pra encerrar, que tô das mais indignadas, meu apoio às Fiscais, meu pesar à PM (que se tivesse feito o que deveria fazer já teria evitado que duas mulheres fossem tão vilmente atacadas) e meu repúdio à Administração, que no afã de cuidar de tantas áreas descuida da sua mão mais longa: os Fiscais.

Para todos, a lembrança de Sandra Lopes, assassinada em serviço.

Fiquem com o vídeo viral:

Compartilhar:

Facebook Comentários